Janeiro de 2020

Ao carregares nas imagens, pode surgir a opção "abrir link" . Experimenta o que há. Sê curioso, e inscreve-te !!!

Construção de pequenos foguetões

Começamos por construir os nossos pequenos foguetões. Depois, foi fazê-los voar. Como?

Bom, usando pastilhas efervescentes em contacto com água. Todos sabem por que se dizem efervescentes? Pois, porque PARECEM ferver, mas NÃO, não fervem. Como já vimos em experiências anteriores, forma-se um gás, este faz pressão sobre a rolha destas antigas embalagens de rolos fotográficos e, ... lá vai o foguetão.

Achámos que uma pequena variação era interessante e, vai daí, puxemos uma embalagem com água quente e outra com água fria. Para que a corrida fosse justa, a pastilha, agarrada às tampas com plasticina, só entrou em contacto com a água quando virámos as embalagens ao contrário, o que aconteceu ao mesmo tempo.

Há, claramente, um vencedor! Será o que tinha água quente ou o que tinha água fria? 

DESCOBRE, pois de outra forma, não tinha graça alguma!

Atenta à sequência de imagens abaixo.


Afinal, porque voam os aviões e outras aeronaves?

Vê se compreendeste bem, tentando preencher os espaços.

A medição em Química

21 janeiro de 2020

Medir é fundamental em Ciência.

Hoje, aprendemos algumas técnicas de medição em materiais de vidro e a finalidade para que servem provetas, pipetas, balões volumétricos.

O início correu muito bem - pareciam verdadeiras técnicas de laboratório- medir volumes nas provetas, usando frascos de esguicho foi uma atividade superada na perfeição. Sorte de principiante? Talvez, mas medir o volume nos balões volumétricos também correu muito bem. 

E assim, aumentámos o grau de dificuldade, até porque medir volumes nas pipetas com pipetador é muito fixe. Treinámos, treinámos e conseguimos - qualquer dia, faremos mais.

Permeabilidade dos solos

28 de janeiro

PALAVRAS CRUZADAS PARA aprender mais

1. Exemplo de rocha magmática. 2. Exemplo de rocha metamórfica 3. Rochas formadas por sedimentos resultantes da desintegração das rochas da superfície terrestre. 4. A ação do clima e organismos sobre uma rocha origina um corpo natural denominado? 5. Exemplo de rocha sedimentar. 6. Rochas formadas pela ação de fluidos, do tempo e de condições mais elevadas de pressão e temperatura. 7. Rochas formadas a partir da cristalização do magma. 8. Processo que altera as rochas e seus minerais tendo como principais fatores o clima e o tempo. 9. A união de uma ou mais espécies de minerais distintas forma um agregado natural denominado? 

"Os solos podem ser arenosos, argilosos, férteis ou pobres" (LIMA & LIMA, 2007, p.3). O que os diferencia é o material de origem, de natureza mineral ou orgânica e o grau de variação que estão sofrendo devido ao clima, relevo, tempo e organismos. 

Há solos mais permeáveis que outros. A permeabilidade de um solo indica a maior ou menor facilidade em escoar água através dele. Um solo funciona como um filtro -  uma maior permeabilidade do solo, favorece a infiltração de água e a formação de aquíferos. Pelo contrário, quando se impermeabilizam os solos, como é o caso das zonas citadinas. para não permitir a infiltração da água da chuva,  ocorrem por vezes, enchentes.

Para testar a permeabilidade dos solos, simulámos três tipos: um só com terra, um com terra+areia (solo arenoso) e outro com terra+argila (solo argiloso).

Ao adicionar água, verificámos que o mais permeável era o que continha areia e o menos permeável o que continha argila.

Os nossos agradecimentos ao professor Rafael Costa que idealizou a experiência e providenciou os materiais.

Tratamento de água

Filtração

A primeira fase de tratamento de água é uma decantação (deixar assentar as partículas sólidas por gravidade).

Segue-se a filtração. 

Fizemos uma simulação de filtros de água- consiste na passagem de água por materiais cada vez de menor granulometria ( cada vez mais pequenos). 

E a água suja ficou mais limpa - mas precisava ainda de mais uns melhoramentos. Fica para um dia destes.